Pular para o conteúdo principal

Mantendo a diversão


Vince Neill bateu um papo sobre a nova turnê e os planos dos integrantes do Mötley Crüe.

Como está indo a tour?

Está ótima. Os shows estão quase todos lotados. As platéias estão demais, assim como as bandas. Tudo tem sido divertido.

Os fãs escolheram o setlist dessa vez. Parece que eles não fugiram muito do que vocês já vinham tocando.

É óbvio que a maioria vai escolher os hits. Mas não esperávamos algumas, como “Smokin’ in the Boys Room” e “Too Young To Fall in Love”, que não tocávamos há muito tempo. Então, foi muito legal voltar a executá-las.

Algumas delas foi difícil voltar a cantar?

Não, adoro cantá-las. “Too Young...” é uma de minhas favoritas de todos os tempos. Também estamos fazendo “Ten Seconds To Love” e “Too Fast For Love”.

Você já deu uma volta na bateria 360 graus de Tommy Lee?

Ainda não tive a chance. Acho que vou ter que esperar a minha vez. Adoro montanhas russas. O problema é que quando chegamos ao local dos shows, ainda estão montando. Não dá para simplesmente ir lá e subir no kit.

Vocês lotam grandes locais ano após ano. Já dá para considerar o Mötley Crüe uma banda clássica do Rock?

Diria que sim. Estamos juntos há 30 anos. Se isso não é ser clássico, não sei mais o que pode ser. É demais ainda ser viável mercadologicamente. E a platéia se renova, o que é muito legal.

Qual sua opinião sobre as bandas novas de Rock?

Sou o cara errado para responder isso. Não ouço muitas bandas novas. Quando vou escutar música, prefiro pegar aquilo que cresci ouvindo. Espero que surja algum grupo que revolucione o Rock, mas não parece que irá acontecer. A maioria esquece que isso é diversão, precisamos dar um espetáculo. Só querem usar jeans e uma camiseta, ficar lá tocando. Acabam se desviando do foco de um show.

Vocês sempre valorizaram as apresentações, fazendo que elas fossem divertidas...

Por isso aquelas bandas dos anos 1990 desapareceram. Eles eram depressivos demais.

Como está Mick Mars?

Muito bem! Está tocando, correndo pelo palco, é um maníaco.

É verdade que ele vai lançar um disco de R&B?

Ele fala sobre isso faz tempo. Espero que finalmente consiga, pois ele toca esse tipo de música muito bem. Seria demais, as pessoas ficariam realmente surpresas.

Tommy Lee declarou recentemente que não achava que a banda deveria lançar novos álbuns. Você concorda?

Não, eu gosto de fazer isso. Não imagino isso acontecer. Definitivamente haverá um novo álbum ano que vem. Nesse momento, o foco é a turnê. Assim que o ritmo diminuir, vamos nos juntar para gravar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Grave Digger: Banda Gueppardo convidada para abertura em Porto Alegre

A banda Gueppardo foi anunciada como uma das atrações de abertura para o show de Porto Alegre da nova turnê mundial do lendário grupo alemão, Grave Digger. Os shows acontecem no dia 29 de março, no teatro do CIEE (D. Pedro II, 861).

Grave Digger é considerada, ao lado de Rage e Running Wild, uma das maiores bandas de Heavy Metal surgidas na Alemanha, e uma das mais importantes do mundo. Com mais de 35 anos na estrada e 18 álbuns de estúdio lançados, essa é a décima passagem dos alemães pelo Brasil, que promovem o seu novo disco, “Healedby Metal”, lançado em janeiro de 2017.

Gueppardo é uma banda de Hard n’ Heavy de Porto Alegre (RS), formada em 2007. Possui no currículo shows em todo Brasil e também na Argentina, ao lado de nomes de peso, como Steve Grimmett's Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden). Lançou em 2015, o álbum “Fronteira Final”, considerado como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Recentemente a banda disponibilizou em seu canal no youtube, o videoclipe ofi…

Guns N’ Roses: Surge primeira foto de W. Axl Rose em 18 meses

Agora já com uma volta de parte do núcleo que fez do GUNS N’ ROSES a maior banda do mundo no fim dos anos 80 e começo dos anos 90 99,999% confirmada, podemos afirmar com a mesma proporção de certeza QUE:

1 – O grupo será SIM headliner do Coachella em abril próximo;

2 – A banda fará uma apresentação ao vivo no programa televisivo JIMMY KIMMEL LIVE! no mesmo dia em que as atrações do Coachella serão afirmadas – 6 de janeiro, uma quarta-feira;

3 – Mesmo com Duff e Slash a bordo, a banda – que também terá DIZZY REED, RICHARD FORTUS e FRANK FERRER – tocará “2 ou 3 faixas” do álbum de 2008 da marca, “Chinese Democracy”;

4 – Existe SIM um esforço do empresário Doc McGhee para que o SKID ROW – agora sem vocalista – reúna sua formação clássica com o vocalista SEBASTIAN BACH para abrir os 25 shows da turnê estadunidense que começa
em maio. Seria um modo de a banda celebrar os 25 anos de seu maior sucesso de crítica e público, “Slave To The Grind”

5 – Prepare-se para comprar uma caça…

Ratos de Porão: 'Crucificados Pelo Sistema' tem relançamento especial

O álbum de estreia do Ratos de Porão, Crucificados pelo Sistema, lançado originalmente em 1984, tem o relançamento previsto para Março deste ano nos formatos LP e CD.

A Hearts Bleed Blue (HBB), ao lado das gravadoras Läjä Records e Bruaki!, será responsável pela nova edição do clássico que, com a capa na cor preta, tem versão especial em vinil 180 gramas. O LP ainda vem acompanhado de um EP 7 polegadas inédito, com seis músicas, gravado ao vivo em 1983 no Napalm, lendária casa de show de São Paulo.

Já é possível encontrar o relançamento de Crucificados pelo Sistema em pré-venda, nos dois formatos, através do site da HBB Store. Na loja da gravadora também está à venda o documentário "30 Anos Crucificados Pelo Sistema", que conta a história da gravação do álbum de estreia do Ratos de Porão.