Pular para o conteúdo principal

RATT: 9 anos da morte de Robbin Crosby

O guitarrista do RATT, ROBBIN CROSBY, faleceu nove anos atrás nesse mês de junho, vítima de uma overdose de heroína. Antes de sua morte, o músico de 42 anos tinha lutado contra o vício por muitos anos, contraindo HIV, e eventualmente, desenvolveu a AIDS como resultado de seu uso de drogas. Durante o episódio do RATT do programa televisivo estadunidense do canal VH1, o ‘Behind the Music’, Crosby falou abertamente sobre seu vício. ‘Me custou minha carreira, minha fortuna, basicamente, minha vida sexual quando descobri que eu era portador do HIV”, ele disse durante as gravações.

O site estadunidense Noiscreep falou ao fone com o vocalista do Ratt, Stephen Pearcy, falando sobre sua vindoura turnê com o ‘Metal In America’, quando o assunto de seu finado colega de banda vem à tona. “Eu sinto muita falta dele e penso nele todo dia”, diz Pearcy.

Apesar de ele ser por muitas vezes ofuscado na imprensa pelo guitarrista solo do Ratt, WARREN DEMARTINI, Crosby co-escreveu clássicos do hard rock como ‘Round and Round’ e ‘Lay It Down’. O site Noisecreep perguntou a Pearcy sobre como ele encontrou seu ex-colega de Ratt. “Eu conheci Robbin na nossa adolescência em San Diego. Quando a banda ainda se chamava Mickey Ratt”, diz Pearcy. “Ainda tínhamos Jake E. Lee [que depois faria parte da banda de OZZY OSBOURNE e do BADLANDS] na guitarra, e Robbin vinha e tocava conosco de vez em quando. Quando Jake saiu da banda, eu trouxe Robbin praquela formação. Juntos nós construímos a fundação do que todo mundo conhece como o som do Ratt. Naqueles primeiros anos, Robbin era por assim dizer o guitarrista principal, mas Warren estava progredindo tão fenomenalmente que ficou difícil de ignorar. Veja você, Robbin não tinha um ego em relação a isso e tinha culhões pra dizer, ‘Eu acho que deveríamos exibir esse garoto’. Não são muitos guitarristas que fizeram isso,” Pearcy lembra com carinho.

Crosby e DeMartini faziam uma dupla mortal de guitarristas. “Robbin tinha seu próprio estilo, mas ele definitivamente era influenciado por Billy Gibbons [ZZ Top] e Jimi Hendrix. Ele tocava com muito sentimento. Warren era mais de esmerilhar, do tipo guitar hero. Eles se complementavam tão bem,” diz Pearcy.

Além de seu estilo musical, Robbin Crosby também sabia se vestir. Se alguma vez houve um visual que captava a essência de um rock star internacional, Crosby o acertou. “Ele parecia tão cool de pé no palco com sua guitarra,” diz Pearcy. “O cara tinha 1 metro e 92 [risos]. Eles amavam Robbin no Japão. Ele andava pelas ruas parecendo um deus do Heavy Metal [risos]. Ele era um cara muito bonito e as mulheres o amavam.”

Além de sua turnê ‘Metal in America’ e o disco solo ‘Sucker Punch’, Pearcy também vai lançar sua própria linha de molhos de pimenta. “Não posso ficar parado esperando as coisas acontecerem. Eu gosto de me manter ocupado. Enquanto o Ratt está parado, eu achei que poderia fazer todos esses outros projetos legais. O Ratt tem mais um disco no contrato com a Roadrunner Records então estou animado a fazê-lo em algum ponto. Eu só espero que não demore mais 10 anos para lançarmos essa porra”, ele ri.

O último disco do Ratt, ‘Infestation’, de 2010, foi um dos melhores lançamentos do grupo. Infelizmente o grupo passou por alguns problemas internos dentro de sua formação e nunca pôde promover o disco apropriadamente. Perto do lançamento do disco, o baterista do Ratt, Bobby Blotzer publicou um disco chamado “Tales of Ratt” que continha palavras pesadas direcionadas a seus colegas de banda. “É uma vergonha que as coisas tenham acontecido do jeito que aconteceram,” diz Pearcy. “Eu amo o que fizemos naquele disco. Vendeu bem, parando perto das 150 mil cópias. Foi bem nas paradas nos EUA e no exterior. Eu estava muito feliz com o disco.”
É muito triste que Bobby tinha que dizer o que ele disse no livro. Eu vejo o Ratt como um filho nosso e trato-o com amor. É triste quando você tem alguém de dentro da banda te atacando, não faz sentido algum. Mas é por isso que estamos dando um tempo e tomando conta de negócios. Uma vez que isso estiver resolvido, podemos seguir em frente.”
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Grave Digger: Banda Gueppardo convidada para abertura em Porto Alegre

A banda Gueppardo foi anunciada como uma das atrações de abertura para o show de Porto Alegre da nova turnê mundial do lendário grupo alemão, Grave Digger. Os shows acontecem no dia 29 de março, no teatro do CIEE (D. Pedro II, 861).

Grave Digger é considerada, ao lado de Rage e Running Wild, uma das maiores bandas de Heavy Metal surgidas na Alemanha, e uma das mais importantes do mundo. Com mais de 35 anos na estrada e 18 álbuns de estúdio lançados, essa é a décima passagem dos alemães pelo Brasil, que promovem o seu novo disco, “Healedby Metal”, lançado em janeiro de 2017.

Gueppardo é uma banda de Hard n’ Heavy de Porto Alegre (RS), formada em 2007. Possui no currículo shows em todo Brasil e também na Argentina, ao lado de nomes de peso, como Steve Grimmett's Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden). Lançou em 2015, o álbum “Fronteira Final”, considerado como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Recentemente a banda disponibilizou em seu canal no youtube, o videoclipe ofi…

Guns N’ Roses: Surge primeira foto de W. Axl Rose em 18 meses

Agora já com uma volta de parte do núcleo que fez do GUNS N’ ROSES a maior banda do mundo no fim dos anos 80 e começo dos anos 90 99,999% confirmada, podemos afirmar com a mesma proporção de certeza QUE:

1 – O grupo será SIM headliner do Coachella em abril próximo;

2 – A banda fará uma apresentação ao vivo no programa televisivo JIMMY KIMMEL LIVE! no mesmo dia em que as atrações do Coachella serão afirmadas – 6 de janeiro, uma quarta-feira;

3 – Mesmo com Duff e Slash a bordo, a banda – que também terá DIZZY REED, RICHARD FORTUS e FRANK FERRER – tocará “2 ou 3 faixas” do álbum de 2008 da marca, “Chinese Democracy”;

4 – Existe SIM um esforço do empresário Doc McGhee para que o SKID ROW – agora sem vocalista – reúna sua formação clássica com o vocalista SEBASTIAN BACH para abrir os 25 shows da turnê estadunidense que começa
em maio. Seria um modo de a banda celebrar os 25 anos de seu maior sucesso de crítica e público, “Slave To The Grind”

5 – Prepare-se para comprar uma caça…

Ratos de Porão: 'Crucificados Pelo Sistema' tem relançamento especial

O álbum de estreia do Ratos de Porão, Crucificados pelo Sistema, lançado originalmente em 1984, tem o relançamento previsto para Março deste ano nos formatos LP e CD.

A Hearts Bleed Blue (HBB), ao lado das gravadoras Läjä Records e Bruaki!, será responsável pela nova edição do clássico que, com a capa na cor preta, tem versão especial em vinil 180 gramas. O LP ainda vem acompanhado de um EP 7 polegadas inédito, com seis músicas, gravado ao vivo em 1983 no Napalm, lendária casa de show de São Paulo.

Já é possível encontrar o relançamento de Crucificados pelo Sistema em pré-venda, nos dois formatos, através do site da HBB Store. Na loja da gravadora também está à venda o documentário "30 Anos Crucificados Pelo Sistema", que conta a história da gravação do álbum de estreia do Ratos de Porão.