Pular para o conteúdo principal

Extreme Hate Festival: Belphegor realiza sonho de tour no Brasil

 Imagem
Uma das grandes atrações do EXTREME HATE FESTIVAL no próximo dia 7 de dezembro, em São Paulo, a banda BELPHEGOR aproveitará a nova visita para tocar em outros municípios pelo país. A DARK DIMENSIONS, produtora responsável pelo supracitado evento, firmou algumas parcerias e ajudará Hel “Helmuth” Lehner e seus asseclas a formatarem este antigo sonho dos austríacos.
 
 Batizada por “Conjuring the Dead World Tour”, a iniciativa promove - como o nome entrega - “Conjuring the Dead”, álbum lançado em agosto último pela Nuclear Blast Records, décima obra em sua ótima discografia. Bastante elogiado pela imprensa especializada e fãs em todo o planeta, “Conjuring the Dead”, contou com as irretocáveis mãos de Erik Rutan (ex-Morbid Angel, Hate Eternal, Alias, Ripping Corpse, etc.), tendo sido registrado no Mana Recording Studios nos EUA. A capa fora assinada pelo renomado Seth Siro Anton (baixista do Septic Flesh), o qual já trabalhou em artes de bandas como Decapitated, Devian, Vader, Paradise Lost, Soilwork, Caliban, Heaven Shall Burn, Kamelot, Flowing Tears, Moonspell, Old Man's Child e muitas outras.
O Belphegor já coleciona algumas posições em charts europeus desde o lançamento de "Conjuring The Dead": #60 na Alemanha, #33 na Áutria e #177 na França. O novo álbum também alcançou bons lugares pela América do Norte: #13 (Heatseekers) e #52 (Hard Music) pelos EUA e no Canadá #58 segundo dados da Hard Music. De acordo a Nuclear Blast, este é o melhor resultado do Belphegor nos países citados em todos os tempos!

Este poderio da escuridão estará no maior evento extremo independente de São Paulo no próximo dia 7 de dezembro ao lado de WATAIN, SUFFOCATION, CRYPTOPSY e CHAOS SYPNOSIS, mas o público deve ficar atento. Com a busca acirrada por ingressos os mesmos não devem durar muito mais. As vendas estão sendo feitas pela internet, através do site da produtora responsável pelo evento, Dark Dimensions. Basta acessar www.ingressosparashows.com.br e escolher a forma de pagamento. Nas lojas Hellion e Lady Snake, ambas na Galeria do Rock, as vendas continuam mas apenas em dinheiro.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Guns N’ Roses: Surge primeira foto de W. Axl Rose em 18 meses

Agora já com uma volta de parte do núcleo que fez do GUNS N’ ROSES a maior banda do mundo no fim dos anos 80 e começo dos anos 90 99,999% confirmada, podemos afirmar com a mesma proporção de certeza QUE:

1 – O grupo será SIM headliner do Coachella em abril próximo;

2 – A banda fará uma apresentação ao vivo no programa televisivo JIMMY KIMMEL LIVE! no mesmo dia em que as atrações do Coachella serão afirmadas – 6 de janeiro, uma quarta-feira;

3 – Mesmo com Duff e Slash a bordo, a banda – que também terá DIZZY REED, RICHARD FORTUS e FRANK FERRER – tocará “2 ou 3 faixas” do álbum de 2008 da marca, “Chinese Democracy”;

4 – Existe SIM um esforço do empresário Doc McGhee para que o SKID ROW – agora sem vocalista – reúna sua formação clássica com o vocalista SEBASTIAN BACH para abrir os 25 shows da turnê estadunidense que começa
em maio. Seria um modo de a banda celebrar os 25 anos de seu maior sucesso de crítica e público, “Slave To The Grind”

5 – Prepare-se para comprar uma caça…

Peso Resistente: a discografia comentada do Motörhead

Poucas figuras encarnaram com tanta propriedade o espírito indômito do rock and roll quanto Ian “Lemmy” Kilmister. O líder, cantor e baixista do Motörhead, nascido no dia 24 de dezembro de 1945, em Londres, chegou a sete décadas de vida com a popularidade intacta, embora não se pudesse dizer o mesmo de sua saúde. Após lançar em 2015 o o disco Bad Magic, com o Motörhead, Lemmy morreu no dia 28 de dezembro, vítima de um câncer.

Foram 40 anos de Motörhead e uma vasta discografia cheia de ótimos álbuns que valem a pena ser revisitados. Há muitas outras boas canções além de “Ace of Spades” e “Overkill”, duas das mais conhecidas pelo grande público. Lemmy nunca gostou de rótulos – sempre falou que apenas tocava rock and roll –, só que os trabalhos clássicos mostrados aqui ajudaram a moldar algumas das mais importantes facetas do heavy metal moderno.

Overkill (1979)
O segundo disco do Motörhead trazia a formação mais feroz e conhecida da banda – além de Lemmy, também estavam “F…

Ratos de Porão: 'Crucificados Pelo Sistema' tem relançamento especial

O álbum de estreia do Ratos de Porão, Crucificados pelo Sistema, lançado originalmente em 1984, tem o relançamento previsto para Março deste ano nos formatos LP e CD.

A Hearts Bleed Blue (HBB), ao lado das gravadoras Läjä Records e Bruaki!, será responsável pela nova edição do clássico que, com a capa na cor preta, tem versão especial em vinil 180 gramas. O LP ainda vem acompanhado de um EP 7 polegadas inédito, com seis músicas, gravado ao vivo em 1983 no Napalm, lendária casa de show de São Paulo.

Já é possível encontrar o relançamento de Crucificados pelo Sistema em pré-venda, nos dois formatos, através do site da HBB Store. Na loja da gravadora também está à venda o documentário "30 Anos Crucificados Pelo Sistema", que conta a história da gravação do álbum de estreia do Ratos de Porão.