Pular para o conteúdo principal

Motörhead: Lemmy achou que morreria após a última cirurgia

 Imagem

O principal integrante do MOTÖRHEAD, Lemmy Kilmister, admitiu que esteve "perto da morte" durante a sua última cirurgia - e que esse foi o único momento em que ele duvidou que iria sobreviver a 2013 por questões de saúde. Ele descreve sua vida como "inegavelmente menos prazerosa", já que foi forçado a limpar seu estilo de vida. E ele lembra como enfrentou o cigarro final após 57 anos de tabagismo.
Com 68 anos de idade, Lemmy passou grande parte do ano passado recuperando-se de uma série de problemas de saúde, o que incluiu várias semanas internado no hospital depois de sofrer hemorragia interna. Ele tinha anteriormente sido equipado com um desfibrilador para lidar com problemas cardíacos.
Lemmy contou a "Lust For Life": "Durante a minha última cirurgia eu estive perto da morte. Foi o único momento em que fui perseguido pelo demônio chamado dúvida. Eu me perguntava se eu tinha que fazer isso. Eu não tenho medo da morte e costumo cantar sobre isso. Então eu não estava balançando na minha cama, mas eu tenho a sensação que não era hora ainda. Eu ainda queria fazer shows e registros. Esse sentimento me manteve vivo".
Ele admite que a apresentação do Motorhead no Hyde Park, em julho, o fez sentir inseguro. "Eu fui arrastado dos portões do inferno para fazer um show para 95 mil pessoas", diz ele. "Um show é um show, mas isso era diferente. Será que eu conseguiria fazê-lo até o fim, eu me perguntei. Mas depois eu me senti fantástico e não houve nenhum incidente durante o resto da turnê."
Ele foi forçado a abandonar suas marcas registradas Jack Daniel's e Coca-Cola, embora ele ainda beba vodka ou vinho tinto ocasionalmente. "Eu tive que aprender a viver com menos", diz ele. "A alternativa era a morte".
"Eu fumei desde os 11 anos, então eu não estava realmente ansioso para fumar o meu último cigarro. Enfrentei-o como um homem de verdade - sem remédios ou pílulas. Eu temia sentir todos os tipos de efeitos colaterais, mas eu não senti nada."
Lemmy informou recentemente que o Motörhead começará a trabalhar em seu novo álbum em 22 de janeiro. Ele reflete: "Fisicamente eu não sou realmente o meu velho eu. Ainda há um longo caminho a percorrer - mas sinto que estou ficando mais forte a cada dia".

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Grave Digger: Banda Gueppardo convidada para abertura em Porto Alegre

A banda Gueppardo foi anunciada como uma das atrações de abertura para o show de Porto Alegre da nova turnê mundial do lendário grupo alemão, Grave Digger. Os shows acontecem no dia 29 de março, no teatro do CIEE (D. Pedro II, 861).

Grave Digger é considerada, ao lado de Rage e Running Wild, uma das maiores bandas de Heavy Metal surgidas na Alemanha, e uma das mais importantes do mundo. Com mais de 35 anos na estrada e 18 álbuns de estúdio lançados, essa é a décima passagem dos alemães pelo Brasil, que promovem o seu novo disco, “Healedby Metal”, lançado em janeiro de 2017.

Gueppardo é uma banda de Hard n’ Heavy de Porto Alegre (RS), formada em 2007. Possui no currículo shows em todo Brasil e também na Argentina, ao lado de nomes de peso, como Steve Grimmett's Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden). Lançou em 2015, o álbum “Fronteira Final”, considerado como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Recentemente a banda disponibilizou em seu canal no youtube, o videoclipe ofi…

Electra Mustaine: a linda filha do Sr. Dave Mustaine

Guns N’ Roses: Surge primeira foto de W. Axl Rose em 18 meses

Agora já com uma volta de parte do núcleo que fez do GUNS N’ ROSES a maior banda do mundo no fim dos anos 80 e começo dos anos 90 99,999% confirmada, podemos afirmar com a mesma proporção de certeza QUE:

1 – O grupo será SIM headliner do Coachella em abril próximo;

2 – A banda fará uma apresentação ao vivo no programa televisivo JIMMY KIMMEL LIVE! no mesmo dia em que as atrações do Coachella serão afirmadas – 6 de janeiro, uma quarta-feira;

3 – Mesmo com Duff e Slash a bordo, a banda – que também terá DIZZY REED, RICHARD FORTUS e FRANK FERRER – tocará “2 ou 3 faixas” do álbum de 2008 da marca, “Chinese Democracy”;

4 – Existe SIM um esforço do empresário Doc McGhee para que o SKID ROW – agora sem vocalista – reúna sua formação clássica com o vocalista SEBASTIAN BACH para abrir os 25 shows da turnê estadunidense que começa
em maio. Seria um modo de a banda celebrar os 25 anos de seu maior sucesso de crítica e público, “Slave To The Grind”

5 – Prepare-se para comprar uma caça…