Pular para o conteúdo principal

Tim "Ripper" Owens: O que ele achou de "Redeemer of Souls"?

 Imagem
O canal de metal Impact, recentemente conduziu uma entrevista com o vocalista Tim 'Ripper' Owens (JUDAS PRIEST, ICED EARTH, YNGWIE MALMSTEEN). Confira uns trechos da entrevista abaixo:
Se ele ainda mantém contato com os membros do Judas Priest:
Tim: "Eu ainda mantenho contato com eles, mas não... veja, nós somos bons amigos, incluindo o Rob (Halford), mas não consigo me comunicar tanto quanto eu gostaria, visto que estamos muito ocupados com nossos trabalhos. Porém, o bom de nossa relação é que eu posso ligar a qualquer hora ou enviar um e-mail a todos eles, pois ainda somos bons amigos."
Se ele gostou do novo álbum do Judas Priest "Redeemer of Souls":
Tim: "Eu realmente gostei dele, sem dúvidas. Penso que é um disco sólido."
Sobre a carreira solo de Rob Halford:
Tim: "Eu adoro os discos solo de Rob, principalmente o 'War of Worlds' do Fight, visto que quando aquele álbum chegou às lojas, eu o considerei perfeito para a época, sendo que atraiu muito minha atenção. Agora, a respeito do 'Two' eu não posso opinar, até porque não é meu estilo de música, e sinceramente, não foi pelo fato de ele ter experimentado algo de novo, e sim por não ter conseguido ouvir os vocais potentes de Halford. Mas, afirmo novamente que não posso dizer o que penso sobre o projeto, pois nunca realmente ouvi todas as canções."
Sobre o Project Rock, a banda que apresenta Owens, ao lado de Keri Kelli (SLASH'S SNAKEPIT, ALICE COOPER, RATT) na guitarra, James Kottak (SCORPIONS, KINGDOM COME) na bateria, Rudy Sarzo (OZZY OSBOURNE, QUIET RIOT, WHITESNAKE, DIO) no baixo e Teddy "Zig Zag" Andreadis (GUNS N' ROSES) no teclado:
Tim: "Está indo muito bem. Tanto as composições quanto os processos de gravação já foram finalizados. Nós iríamos lançá-lo pela gravadora, mas não estávamos felizes com o contrato. Entretanto, não há como negar que estamos orgulhosos pelo que conseguimos no disco, aliás, é bem provável que você irá ouvir umas três canções na rádio, mas não por serem comerciais, e sim por terem as características cruciais de um álbum de metal. Eu gostei muito do que fizemos nele."

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Grave Digger: Banda Gueppardo convidada para abertura em Porto Alegre

A banda Gueppardo foi anunciada como uma das atrações de abertura para o show de Porto Alegre da nova turnê mundial do lendário grupo alemão, Grave Digger. Os shows acontecem no dia 29 de março, no teatro do CIEE (D. Pedro II, 861).

Grave Digger é considerada, ao lado de Rage e Running Wild, uma das maiores bandas de Heavy Metal surgidas na Alemanha, e uma das mais importantes do mundo. Com mais de 35 anos na estrada e 18 álbuns de estúdio lançados, essa é a décima passagem dos alemães pelo Brasil, que promovem o seu novo disco, “Healedby Metal”, lançado em janeiro de 2017.

Gueppardo é uma banda de Hard n’ Heavy de Porto Alegre (RS), formada em 2007. Possui no currículo shows em todo Brasil e também na Argentina, ao lado de nomes de peso, como Steve Grimmett's Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden). Lançou em 2015, o álbum “Fronteira Final”, considerado como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Recentemente a banda disponibilizou em seu canal no youtube, o videoclipe ofi…

Electra Mustaine: a linda filha do Sr. Dave Mustaine

Músico do Ghost comenta homenagem a amigo suicida

“He Is”, faixa do álbum Meliora, do Ghost, é uma homenagem a Selim Lemouchi, líder da banda holandesa The Devil’s Blood. Ele cometeu suicídio em março de 2014, aos 33 anos. “Vivíamos longe, mas sempre que nos encontrávamos era uma diversão. Essa música já existia em demos, mas nunca tínhamos acertado o aspecto lírico. Após a morte de Selim, tudo se acertou. Ela fala sobre a fé em um grande além”, disse um dos músicos da banda ao Loudwire.