Pular para o conteúdo principal

Rockstars prestam homenagens a Chris Squire


Através das redes sociais, vários músicos se manifestaram sobre a morte de Chris Squire, baixista do Yes, ocorrida no último final de semana.

Geddy Lee (Rush): Embora nunca tenhamos nos conhecido, lamento saber da morte de Chris. Como baixista, foi um inovador, grande influência para mim. Um dos maiores de todos os tempos. Condolências à família e amigos.

Jon Anderson (Yes): Chris foi uma parte muito especial da minha vida. Éramos irmãos musicais. Apesar de tudo que aconteceu recentemente, conseguimos nos reconectar nos últimos tempos. Em minha meditação de ontem à noite, o vi radiante.

Geezer Butler (Black Sabbath): Chocado em saber da morte de Chris Squire. Um dos maiores baixistas. Descanse em paz.

Matt Sorum (Guns N’ Roses, Velvet Revolver): Chris Squire era um visionário do mundo progressivo, além de um homem gentil. Foi o primeiro rockstar que conheci, em 1974.

Adrian Belew (King Crimson): Chris era um grande músico em uma das maiores bandas da história. Criou um estilo único, o que poucos podem ostentar.

Mike Portnoy (The Winery Dogs, Dream Theater, Transatlantic): Absolutamente devastado com a notícia. Tive a honra de excursionar com o Yes em 2004. Chris foi um pioneiro no baixo.

Paul Stanley (KISS): Descanse em paz, Chris Squire, lendário baixista, vocalista e pedra fundamental do Yes. Condolências à família.

Gene Simmons (KISS): Descanse em paz, Chris Squire, clássico baixista do Yes. Sua falta será sentida.

Tom Morello (Rage Against The Machine, Audioslave): Descanse em paz Chris Squire, super baixista do Yes. Um músico que dominou seu instrumento e o levou a novos caminhos.

Brian May (Queen): Descanse em paz, Chris Squire, um grande homem.

Robert Trujillo (Metallica): Triste com a notícia. Durma bem.

Dave Mustaine (Megadeth): Um tremendo talento e uma terrível perda. Minhas orações à família e banda.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Grave Digger: Banda Gueppardo convidada para abertura em Porto Alegre

A banda Gueppardo foi anunciada como uma das atrações de abertura para o show de Porto Alegre da nova turnê mundial do lendário grupo alemão, Grave Digger. Os shows acontecem no dia 29 de março, no teatro do CIEE (D. Pedro II, 861).

Grave Digger é considerada, ao lado de Rage e Running Wild, uma das maiores bandas de Heavy Metal surgidas na Alemanha, e uma das mais importantes do mundo. Com mais de 35 anos na estrada e 18 álbuns de estúdio lançados, essa é a décima passagem dos alemães pelo Brasil, que promovem o seu novo disco, “Healedby Metal”, lançado em janeiro de 2017.

Gueppardo é uma banda de Hard n’ Heavy de Porto Alegre (RS), formada em 2007. Possui no currículo shows em todo Brasil e também na Argentina, ao lado de nomes de peso, como Steve Grimmett's Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden). Lançou em 2015, o álbum “Fronteira Final”, considerado como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Recentemente a banda disponibilizou em seu canal no youtube, o videoclipe ofi…

Electra Mustaine: a linda filha do Sr. Dave Mustaine

Guns N’ Roses: Surge primeira foto de W. Axl Rose em 18 meses

Agora já com uma volta de parte do núcleo que fez do GUNS N’ ROSES a maior banda do mundo no fim dos anos 80 e começo dos anos 90 99,999% confirmada, podemos afirmar com a mesma proporção de certeza QUE:

1 – O grupo será SIM headliner do Coachella em abril próximo;

2 – A banda fará uma apresentação ao vivo no programa televisivo JIMMY KIMMEL LIVE! no mesmo dia em que as atrações do Coachella serão afirmadas – 6 de janeiro, uma quarta-feira;

3 – Mesmo com Duff e Slash a bordo, a banda – que também terá DIZZY REED, RICHARD FORTUS e FRANK FERRER – tocará “2 ou 3 faixas” do álbum de 2008 da marca, “Chinese Democracy”;

4 – Existe SIM um esforço do empresário Doc McGhee para que o SKID ROW – agora sem vocalista – reúna sua formação clássica com o vocalista SEBASTIAN BACH para abrir os 25 shows da turnê estadunidense que começa
em maio. Seria um modo de a banda celebrar os 25 anos de seu maior sucesso de crítica e público, “Slave To The Grind”

5 – Prepare-se para comprar uma caça…