Pular para o conteúdo principal

Danzig é acusado de agredir fã em show




Glenn Danzig, líder da banda que leva seu nome, é conhecido por ataques de raiva chiliques quando vê alguém tirando fotos em seus shows.
Por algumas vezes no passado ele já chegou a agredir pessoas que estavam assistindo a seu show, e agora ele atacou (literalmente) mais uma vez.
Um fã chamado Neil Dalton publicou uma foto onde aparece com o rosto sangrando após o que, segundo ele, foi um ataque dos seguranças de Danzig e do próprio músico, que teria batido nele enquanto sua equipe o segurava.
O incidente aconteceu em Montreal e Dalton falou o seguinte a respeito:
Então eu fui ver o Danzig ontem à noite. Incluindo os 100 dólares que gastei com seu merch além dos ingressos e viagem para Montreal, esse é o preço que você paga por tirar uma foto de Danzig. Ele me xingou do palco e então chamou seus seguranças covardes para que me batessem e me segurassem, assim ele pôde me bater. Os policiais não podem fazer nada porque nós dois não somos Canadenses e eles fizeram tudo escondido. Quero que o mundo saiba como o cara é covarde.
Após a história se popularizar em diversos veículos, o fã voltou ao Facebook para esclarecer alguns pontos:
Eu estava tirando fotos aquela noite, não estava filmando como Danzig disse. Eu estava usando meu telefone para tirar as fotos. Foram dois incidentes separados: primeiro Danzig me xingou do palco e disse que iria “quebrar meu pescoço”. Depois, quando fui tirado do local, não foi pelo palco, eu nunca estive no palco aquela noite. Eles me levaram para trás do local do show. Fui agredido por dois seguranças. Eu voltei para o local do show porque meus amigos estavam lá e não acreditei no que havia acontecido, aí fui visto e arrastado novamente para fora, dessa vez para que o próprio Danzig me desse chutes e socos. Há relatórios policiais e do atendimento mético para comprovar e algumas pessoas me enviaram mensagens dizendo que testemunharam o que aconteceu.
Pelo jeito parece que é muito difícil todos esses casos serem coincidência, e já passou da hora que algo aconteça com Danzig depois de todas as agressões, não?
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Grave Digger: Banda Gueppardo convidada para abertura em Porto Alegre

A banda Gueppardo foi anunciada como uma das atrações de abertura para o show de Porto Alegre da nova turnê mundial do lendário grupo alemão, Grave Digger. Os shows acontecem no dia 29 de março, no teatro do CIEE (D. Pedro II, 861).

Grave Digger é considerada, ao lado de Rage e Running Wild, uma das maiores bandas de Heavy Metal surgidas na Alemanha, e uma das mais importantes do mundo. Com mais de 35 anos na estrada e 18 álbuns de estúdio lançados, essa é a décima passagem dos alemães pelo Brasil, que promovem o seu novo disco, “Healedby Metal”, lançado em janeiro de 2017.

Gueppardo é uma banda de Hard n’ Heavy de Porto Alegre (RS), formada em 2007. Possui no currículo shows em todo Brasil e também na Argentina, ao lado de nomes de peso, como Steve Grimmett's Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden). Lançou em 2015, o álbum “Fronteira Final”, considerado como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Recentemente a banda disponibilizou em seu canal no youtube, o videoclipe ofi…

Electra Mustaine: a linda filha do Sr. Dave Mustaine

Músico do Ghost comenta homenagem a amigo suicida

“He Is”, faixa do álbum Meliora, do Ghost, é uma homenagem a Selim Lemouchi, líder da banda holandesa The Devil’s Blood. Ele cometeu suicídio em março de 2014, aos 33 anos. “Vivíamos longe, mas sempre que nos encontrávamos era uma diversão. Essa música já existia em demos, mas nunca tínhamos acertado o aspecto lírico. Após a morte de Selim, tudo se acertou. Ela fala sobre a fé em um grande além”, disse um dos músicos da banda ao Loudwire.