Pular para o conteúdo principal

Resenha: Axel Rudi Pell – Game Of Sins [2016]

http://headbangervoice.blogspot.com.br


De dois em dois anos, o guitarrista alemão Axel Rudi Pell lança um novo álbum de estúdio. Não apenas a periodicidade não muda, como o estilo é o mesmo, ficando naquele Hard que resvala no Heavy, ou vice-versa. Até a banda entra na vibe, visto que a única mudança dos últimos tempos foi a entrada do baterista Bobby Rondinelli no lugar de Mike Terrana. De resto, o vocalista Johnny Gioeli (Hardline) é do ramo, enquanto o resto do grupo faz sua parte de forma competente. Quem já conhece a carreira do germânico, não terá do que reclamar. Exceto se estiver esperando algo realmente novo de sua parte, já que até mesmo alguns detalhes sonoros acabam se repetindo aqui e acolá.

A estrutura do tracklist também é muito parecida com a dos anteriores, com a balada no momento específico, o Hard pegajoso, a mais longa e a speed, tudo devidamente roterizado. O primeiro single é a faixa “The King Of Fools”, que acaba sendo um dos destaques, embora não acrescente nada de novo. De positivo, o fato de Axel ser um ótimo instrumentista, mas ter um ego controlado ao ponto de não precisar transformar cada música em uma exibição de virtuose. A prioridade é sempre da melodia. Não vai mudar a vida de ninguém, nem entrar nas listas de melhores do ano. Mas, quem é fã incondicional, vai aprovar. Especialmente quem não gosta de ser surpreendido.

Nota 6

Axel Rudi Pell (guitarra)
Johnny Gioeli (vocais)
Volker Krawczak (baixo)
Bobby Rondinelli (bateria)
Ferdy Doernberg (teclados)
01. Lenta Fortuna
02. Fire
03. Sons In The Night
04. Game Of Sins
05. Falling Star
06. Lost In Love
07. The King Of Fools
08. Til The World Says Goodbye
09. Breaking The Rules
10. Forever Free

por João Renato Alves 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Grave Digger: Banda Gueppardo convidada para abertura em Porto Alegre

A banda Gueppardo foi anunciada como uma das atrações de abertura para o show de Porto Alegre da nova turnê mundial do lendário grupo alemão, Grave Digger. Os shows acontecem no dia 29 de março, no teatro do CIEE (D. Pedro II, 861).

Grave Digger é considerada, ao lado de Rage e Running Wild, uma das maiores bandas de Heavy Metal surgidas na Alemanha, e uma das mais importantes do mundo. Com mais de 35 anos na estrada e 18 álbuns de estúdio lançados, essa é a décima passagem dos alemães pelo Brasil, que promovem o seu novo disco, “Healedby Metal”, lançado em janeiro de 2017.

Gueppardo é uma banda de Hard n’ Heavy de Porto Alegre (RS), formada em 2007. Possui no currículo shows em todo Brasil e também na Argentina, ao lado de nomes de peso, como Steve Grimmett's Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden). Lançou em 2015, o álbum “Fronteira Final”, considerado como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Recentemente a banda disponibilizou em seu canal no youtube, o videoclipe ofi…

Electra Mustaine: a linda filha do Sr. Dave Mustaine

Músico do Ghost comenta homenagem a amigo suicida

“He Is”, faixa do álbum Meliora, do Ghost, é uma homenagem a Selim Lemouchi, líder da banda holandesa The Devil’s Blood. Ele cometeu suicídio em março de 2014, aos 33 anos. “Vivíamos longe, mas sempre que nos encontrávamos era uma diversão. Essa música já existia em demos, mas nunca tínhamos acertado o aspecto lírico. Após a morte de Selim, tudo se acertou. Ela fala sobre a fé em um grande além”, disse um dos músicos da banda ao Loudwire.