Pular para o conteúdo principal

Grave Digger: Banda Gueppardo convidada para abertura em Porto Alegre



A banda Gueppardo foi anunciada como uma das atrações de abertura para o show de Porto Alegre da nova turnê mundial do lendário grupo alemão, Grave Digger. Os shows acontecem no dia 29 de março, no teatro do CIEE (D. Pedro II, 861).

Grave Digger é considerada, ao lado de Rage e Running Wild, uma das maiores bandas de Heavy Metal surgidas na Alemanha, e uma das mais importantes do mundo. Com mais de 35 anos na estrada e 18 álbuns de estúdio lançados, essa é a décima passagem dos alemães pelo Brasil, que promovem o seu novo disco, “Healedby Metal”, lançado em janeiro de 2017.

Gueppardo é uma banda de Hard n’ Heavy de Porto Alegre (RS), formada em 2007. Possui no currículo shows em todo Brasil e também na Argentina, ao lado de nomes de peso, como Steve Grimmett's Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden). Lançou em 2015, o álbum “Fronteira Final”, considerado como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Recentemente a banda disponibilizou em seu canal no youtube, o videoclipe oficial da música “Fúria e Paixão”.

O grupo segue gravando seu novo trabalho, com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2017, e prepara sua nova turnê (Animal Tour 2017) que deve passar pelos estados do sul e sudeste do país e novamente pela Argentina.

O Tierramystica foi formado em 2008 por Fabiano Muller e Alexandre Tellini com a proposta de mesclar música latino-americana com o peso do Rock. De lá para cá a banda já recebeu convites para tocar ao lado de grandes nomes do mundo metálico como: Scorpions,Angra, Epica, Sepultura, Paul Dianno e Symphony X. Em 2016, a banda anunciou retorno aos palcos com nova formação.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Guns N’ Roses: Surge primeira foto de W. Axl Rose em 18 meses

Agora já com uma volta de parte do núcleo que fez do GUNS N’ ROSES a maior banda do mundo no fim dos anos 80 e começo dos anos 90 99,999% confirmada, podemos afirmar com a mesma proporção de certeza QUE:

1 – O grupo será SIM headliner do Coachella em abril próximo;

2 – A banda fará uma apresentação ao vivo no programa televisivo JIMMY KIMMEL LIVE! no mesmo dia em que as atrações do Coachella serão afirmadas – 6 de janeiro, uma quarta-feira;

3 – Mesmo com Duff e Slash a bordo, a banda – que também terá DIZZY REED, RICHARD FORTUS e FRANK FERRER – tocará “2 ou 3 faixas” do álbum de 2008 da marca, “Chinese Democracy”;

4 – Existe SIM um esforço do empresário Doc McGhee para que o SKID ROW – agora sem vocalista – reúna sua formação clássica com o vocalista SEBASTIAN BACH para abrir os 25 shows da turnê estadunidense que começa
em maio. Seria um modo de a banda celebrar os 25 anos de seu maior sucesso de crítica e público, “Slave To The Grind”

5 – Prepare-se para comprar uma caça…

Peso Resistente: a discografia comentada do Motörhead

Poucas figuras encarnaram com tanta propriedade o espírito indômito do rock and roll quanto Ian “Lemmy” Kilmister. O líder, cantor e baixista do Motörhead, nascido no dia 24 de dezembro de 1945, em Londres, chegou a sete décadas de vida com a popularidade intacta, embora não se pudesse dizer o mesmo de sua saúde. Após lançar em 2015 o o disco Bad Magic, com o Motörhead, Lemmy morreu no dia 28 de dezembro, vítima de um câncer.

Foram 40 anos de Motörhead e uma vasta discografia cheia de ótimos álbuns que valem a pena ser revisitados. Há muitas outras boas canções além de “Ace of Spades” e “Overkill”, duas das mais conhecidas pelo grande público. Lemmy nunca gostou de rótulos – sempre falou que apenas tocava rock and roll –, só que os trabalhos clássicos mostrados aqui ajudaram a moldar algumas das mais importantes facetas do heavy metal moderno.

Overkill (1979)
O segundo disco do Motörhead trazia a formação mais feroz e conhecida da banda – além de Lemmy, também estavam “F…

Filha de Tom Araya responde foto que virou meme

Ariel Araya, a filha do vocalista do Slayer Tom Araya respondeu ao meme da sua família que ficou famoso. A foto mostra a família Araya no Grammy há alguns anos, com Ariel olhando para o pai com cara envergonhada, e leva a legenda “Você pode ser do Slayer, mas sua filha adolescente ainda vai achar você ridículo”.

Leia o comentário de Ariel Araya no Reddit, feito na última sexta-feira:
“Eu tinha 11 anos quando essa foto foi tirada. Um monte de flashes na sua cara e 30 pessoas gritando ‘olhe para mim’ pode ser bastante intimidador. Eu amo o velho Slayer. Algumas coisas do material novo são ‘nhé’. Meu pai sente falta de casa. Ele não é ridículo. Ele é o melhor pai que ele poderia ser sob essas circunstâncias. Alguma pergunta?”

Ariel ainda anexou uma foto provando a autoria do depoimento e respondeu diversas perguntas no Reddit. Para ler a conversa clique aqui.